O treinamento de musculação na adolescência pode ser muito benéfico, ou completamente desastroso. Tudo vai depender da disciplina e orientação que o jovem tiver durante o seu treino.

Muitos riscos podem acometer o indivíduo quando ainda está em fase de crescimento, caso ele tenha um treino exagerado, ou até mesmo inicie o uso de substâncias ilegais durante o tempo na academia.

Por isso, é necessário entender como deve ser o treinamento de musculação na adolescência e buscar tomar todos os maiores cuidados, para que no final o resultado valha a pena e traga somente benefícios!

Como deve ser o treinamento de musculação na adolescência?

O treinamento de musculação na adolescência precisa ser, em primeiro lugar, monitorado. É preciso ter um plano de treino que seja eficiente, e que também leve em consideração o corpo em desenvolvimento do adolescente.

Assim, a maneira mais saudável de praticar esse tipo de atividades para jovens é ter sempre o acompanhamento de um profissional em educação física ou treinador.

Dessa forma, o aluno poderá inclusive tirar dúvidas e conversar com o treinador sobre as suas expectativas, sendo orientado sobre qual a melhor forma de alcançar seus próprios objetivos sem causar danos à saúde.

Veja, a seguir, quais são os principais benefícios que o treinamento de musculação na adolescência pode trazer quando bem executado:

  • Proporciona o ganho de força e aumenta a resistência muscular;
  • Aumento da densidade mineral dos ossos, ou seja, eles ficam mais rígidos devido a uma maior concentração de cálcio;
  • Facilita o emagrecimento, pois atua na redução da gordura corporal e no ganho de massa magra;
  • Reduz drasticamente o risco de o jovem desenvolver obesidade no futuro ou ficar sedentário;
  • Reduz a pressão arterial em adolescentes com hipertensão;
  • Previne problemas cardiorrespiratórios;
  • Melhora significativamente o condicionamento físico;
  • Ativa a circulação sanguínea e melhora o controle da respiração;
  • Fortalece ossos, articulações e músculos, ajudando a evitar lesões por impactos causados no dia a dia;
  • Melhora a concentração no estudo e em outras atividades de aprendizado;
  • Melhora a autoestima, pois a transformação do corpo faz o jovem se ver de outra maneira;
  • Melhora, ainda, a qualidade do sono;
  • Diminui significativamente o estresse, a ansiedade e também os problemas relacionados à aceitação, algo que é bastante comum surgir nessa idade;
  • Possibilita a socialização com outros jovens que possuem o mesmo objetivo, e trabalha o convívio social, a amizade e a confiança.

Vale lembrar que o tempo médio de treino deve ser de até 1 hora consecutiva de exercícios para que lesões sejam evitadas, dentre outros riscos.

Se o jovem possuir disciplina o suficiente e não for facilmente influenciado, além de ter o seu exercício monitorado e planejado, o treinamento de musculação na adolescência pode ser algo muito bom!

Quais são os cuidados com o treinamento de musculação para jovens?

Como já reforçamos, é preciso tomar alguns cuidados para não ter mais riscos do que benefícios com o treinamento de musculação na adolescência.

Quando feito de forma inadequada, ele pode deixar o jovem com lesões sérias, atrapalhar o seu desenvolvimento e retardar o seu crescimento.

Isso quando a academia não acaba dando brecha para transtornos alimentares e o uso de substâncias ilegais.

Por isso, disciplina e monitoria são dois fatores essenciais como parte dos cuidados que o jovem precisa ter na academia.

Conclusão

Portanto, o treinamento de musculação na adolescência é algo bom e que pode ser saudável, uma vez que o treino seja efetuado da maneira correta. O melhor é sempre evitar exageros e ter em mente que a saúde precisa vir em primeiro lugar, principalmente em relação à estética.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here