Muitas pessoas não sabem que a fibromialgia é uma patologia. Se bobear, nem sabem o que é isso e se realmente existe. Já a Zumba está cada vez mais na boca do povo. Mas quem tem fibromialgia pode fazer Zumba?

Para quem é amante de atividades físicas, poucas coisas no mundo são tão desprazerosas quanto ter que parar de realizar tais atividades por conta de um problema de saúde ou uma lesão.

Seja por uma lesão na coluna, no joelho, na mão, no pé ou em todo o corpo, como é o caso da fibromialgia. Mas será que as pessoas sabem o que é essa patologia?

 

Quem tem fibromialgia pode fazer zumba?

 

A prática regular de atividades físicas é uma das estratégias mais eficientes para controlar sintomas específicos da patologia, como a dor generalizada, o sono ruim e a fadiga.

Em um estudo recente realizado pelo centro de análises de pesquisas Cochrane, foi identificado que exercícios aeróbicos, como a Zumba, melhoram o condicionamento e causa redução nas dores.

Isso se dá, por conta dos próprios analgésicos naturais que são liberados pelo corpo humano na prática dessas atividades. Estamos falando das endorfinas.

Com as endorfinas sendo liberadas, há uma melhora na qualidade do sono e as fibras nervosas passam a desempenhar outras funções, como trazer equilíbrio, o tato ou a temperatura do ambiente.

Um grande desafio é justamente a de convencer a pessoa que está sofrendo com dor de que mexer o corpo não vai piorar as coisas. Muito pelo contrário.

É normal que dependendo do nível do problema, o início gere desconfortos. Para isso, é necessário uma boa avaliação e orientação por parte dos médicos e educadores físicos, até para não sofrer nenhuma lesão que possa atrapalhar ainda mais.

O que é a fibromialgia?

 

A fibromialgia é uma patologia que caracteriza-se por dores crônicas em diversos pontos do corpo, principalmente nas articulações e tendões.

Ela está relacionada como o funcionamento do sistema nervoso central, gerando uma dor muscular generalizada acompanhada de sintomas como a fadiga, alterações de sono, memória e humor.

De acordo com alguns estudos, a patologia acontece em grande predominância em mulheres entre 35 a 44 anos, mas também podendo acontecer em crianças, adolescentes e idosos.

Mas por que atinge mais mulheres? De cada dez pacientes, entre 7 a 9 são mulheres. Isso não tem a ver com hormônios, pois a fibromialgia afeta tanto antes quanto depois da menopausa. Ainda é desconhecida a razão dessa diferença.

Os sintomas começam a dar sinais após algum trauma físico, cirurgia, infecção ou tensão psicológica. A questão genética também pode estar relacionada, no entanto, até hoje não foi descoberto o gene causador da fibromialgia.

Sua dor pode ser bastante intensa e incapacitante, impedindo a prática de atividades simples e corriqueiras do dia a dia, porém não causa inflamações nem deformidades físicas.

Confira os sintomas:

  • Alterações de sono e fadiga: As pessoas com a patologia já acordam se sentindo cansadas, como se não tivessem dormido horas suficientes.
  • Dor generalizada: Ocorre mais no período da manhã nos dois lados do corpo, acima e abaixo da cintura, com foco na parte cervical, costas e membros inferiores.
  • Dificuldades cognitivas: A dificuldade em memorizar alguma coisa e problemas em conseguir raciocinar também fazem parte dos sintomas.
  • Outros: Também existem casos que a pesoa sofre dores de cabeça, síndrome do intestino irritável, ansiedade e depressão.

Para diagnosticar a fibromialgia, o médico utiliza como critérios se a pessoa está com dores por mais de três meses e a identificação da presença de pontos dolorosos na musculatura.

Na academia Pratique Fitness, existem educadores físicos extremamente capacitados que mostram ser possível que quem tem fibromialgia pode fazer Zumba, atendendo aos alunos de forma personalizada e prontos para ajudar na prática de exercícios físicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here