Tudo sobre o Jiu-Jitsu – Filosofia do Jiu-Jitsu

0
164

Você conhece a filosofia do Jiu-Jitsu? O Jiu-Jitsu é uma arte marcial muito valorizada no Brasil, que nasceu no Japão e depois foi disseminada por todo o mundo, ganhando raízes bastante firmes em território brasileiro.

Essa aclamação tem um motivo bastante forte: sua filosofia. Afinal, o Jiu-Jitsu não é apenas um esporte de combate que visa derrotar o oponente. O Jiu-Jitsu é sobre disciplina, inteligência, técnica e saber dominar o adversário sem nocauteá-lo com a força bruta.

Por isso, ele deve ser valorizado. No entanto, pouca gente conhece a filosofia ou não entende que a luta precisa de técnica, já querendo logo ir para a ação. Aqui, você vai aprender qual é a filosofia que o Jiu-Jitsu transmite e verá como ele realmente funciona.

Qual é a filosofia do Jiu-Jitsu?

A filosofia do Jiu-Jitsu é baseada na inteligência, paciência e disciplina. É preciso aprender, antes de mais nada, quais são os seus três pilares principais, para depois “partir para a ação” e aprender os movimentos.

Os três pilares do Jiu-Jitsu são: a base, que seriam as pernas e os joelhos, que dão o equilíbrio e a sustentação para o lutador; a postura, que é regida pela cabeça; e o controle, que exige observação e o aprendizado das técnicas de dominação e imobilização.

Ao aprender e exercitar cada um dos três pilares, o aluno de Jiu-Jitsu aprende a construir um caráter forte e digno, aprende que a inteligência é essencial em uma luta e percebe que a força do oponente pode ser utilizada contra ele próprio.

Tudo isso faz parte da filosofia do Jiu-Jitsu. São coisas importantes para se aprender antes de enfrentar um adversário. Por isso, a luta também ensina paciência e dedicação, coisas muito importantes para a vida e para o esporte.

O Jiu-Jitsu como um estilo de vida

Bom, como você pode perceber através da filosofia do Jiu-Jitsu, essa arte marcial define um estilo de vida, e pode transformar a aura de qualquer aluno que inicie os treinos.

Não é apenas um esporte de combate e não usa força bruta ou violência. Por isso mesmo o Jiu-Jitsu é considerado “a arte suave”. E, ao contrário do que muitos pensam, isso não o torna um esporte menos eficiente.

Muito pelo contrário, as técnicas do Jiu-Jitsu impressionam! E, através dela, é possível vencer qualquer oponente, não importa o seu tamanho ou força. Veja, a seguir, alguns benefícios que o Jiu-Jitsu pode trazer para os seus praticantes:

  • Ajuda a combater o estresse, mau humor e ansiedade, pois melhora a concentração, a paciência e libera endorfina, por ser uma atividade dinâmica;
  • Melhora a flexibilidade e a resistência;
  • Ensina a desenvolver estratégias e trabalha a inteligência;
  • Ajuda a controlar o lado emocional e melhora os problemas psicológicos;
  • Atua na construção de um caráter de lutador, ou seja, disciplinado, respeitoso, inteligente e preparado;
  • Melhora a saúde física, no que diz respeito aos sistemas cardiovascular e respiratório;
  • Desenvolve a capacidade de observação e também estimula a persistência do lutador.

Conclusão

Podemos concluir que o Jiu-Jitsu é um esporte dinâmico, uma luta inteligente e uma arte marcial que tem muito a ensinar com a sua filosofia. Além disso, ele mostra que qualquer um é capaz de enfrentar um adversário, não importa quem ele seja.

Todas essas lições podem ser levadas para a vida e de fato ajudam as pessoas a superarem suas própria batalhas pessoais do dia a dia.

Portanto, a filosofia do Jiu-Jitsu é muito sábia, e não é à toa que conquistou toda uma nação, e também o mundo. Se você precisava de um motivo para começar a treinar, agora você tem vários! Boa sorte!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here