Musculação x jejum intermitente

0
226

Conforme o mundo fitness foi ganhando mais espaço na vida das pessoas, novas formas de perder peso foram surgindo, como o jejum intermitente. Sua aparição praticamente substituiu a musculação.

Mas, afinal, será que o jejum intermitente é melhor do que a musculação? Qual deles é mais adequado para emagrecer e ganhar músculos mais rapidamente? Essas são as perguntas que todos se fazem antes de trocar o treino tradicional pela nova dieta.

Mas, para descobrir estas respostas, é preciso pesquisar a fundo sobre o assunto e entender como cada um deles funciona, além de como cada um age no nosso organismo. Só assim saberemos qual é o melhor.

Como o jejum intermitente ajuda a transformar o corpo?

O jejum intermitente é um tipo de dieta que não dita o que você deve comer, mas sim quando você deve comer. Ele é dividido em várias categorias, modificando as formas de fazer isso de acordo com os horários.

O mais comum deles é o jejum 16 por 8, no qual você fica 16 horas sem comer e depois se alimenta mais vezes nas 8 horas restantes. Mas também existem os jejuns em que você passa 24 horas sem comer ou, ainda, aqueles em que não fica sem comer, apenas diminui as calorias que serão ingeridas.

Seja como for, o jejum intermitente é bastante popular dentro do mundo fitness, e um de seus principais benefícios é a queima de gorduras mais rápida e em maior quantidade.

Além disso, diferente dos outros tipos de dietas e da musculação em jejum, esse novo programa não causa perda de massa muscular, nem causa problemas ao metabolismo. Por isso, as pessoas costumam ter boas experiências com ele.

Como a musculação ajuda a transformar o corpo?

A musculação, por sua vez, utiliza o jeito tradicional para perder peso: puxar ferro. Tudo bem que existem novas maneiras de treinar e vários tipos diferentes de materiais, mas, basicamente, é assim que ela funciona.

Mas isso não é uma crítica, já que ela funciona muito bem. E, quando praticada de forma consciente, respeitando os limites do corpo, a musculação não causa nenhum problema para a saúde, como a maioria das dietas “inovadoras” fazem.

Além disso, ela não apenas ajuda a emagrecer, como também traz uma série de outros benefícios. O principal deles é a hipertrofia muscular, processo de crescimento das fibras musculares e tonificação dos músculos.

Por fim, ela também ajuda a eliminar gorduras, desenvolver a coordenação motora, diminuir problemas nas articulações, melhorar a circulação sanguínea e a respiração, etc. Fora todos os benefícios mentais que qualquer exercício físico pode trazer.

Musculação x Jejum intermitente

Então, o que é melhor: a musculação ou o jejum intermitente? Bom, isso vai depender bastante dos seus objetivos e da forma como o seu corpo prefere trabalhar.

Para algumas pessoas, fazer jejum durante algumas horas do dia pode trazer muito mais benefícios do que apenas a queima de gorduras, pois, elas enxergam ali uma oportunidade de usar melhor as horas do dia.

Já para outras pessoas, a única forma de conseguir transformar o corpo e cumprir seus objetivos é através de um treino puxado, que as faça suar e, ao mesmo tempo, se divertir.

No entanto, existe ainda uma terceira opção: fazer os dois. Lembra que falamos da forma 16 por 8 no jejum intermitente? Ela permite que a pessoa faça seus treinos de musculação durante as 8 horas de alimentação, combinadas com as refeições pré e pós-treino.

Portanto, tanto a musculação como o jejum intermitente possuem seus benefícios, e cada um deles funciona de maneiras diferentes para cada pessoa. O ponto positivo é que você pode aproveitar os dois!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here