Exercitar-se é sempre uma boa pedida. Porém, é necessário saber a forma e o momento correto de determinado exercício, para não prejudicar a própria saúde. Aqui, você vai aprender mais sobre o treino superior para quem tem pressão alta.

A hipertensão é uma doença crônica, caracterizada pelos altos níveis de pressão sanguínea nas artérias. Estima-se que 61% dos adultos acima de 65 anos apresentam algum nível da doença. Sendo assim, é necessário saber como aliar o treino ao tratamento.

Vamos comparar o treino superior ao treino inferior e aeróbico no combate a doença, bem como dar dicas de segurança para praticar o treino superior para quem tem pressão alta.

É possível fazer o treino muscular superior mesmo sendo hipertenso?

O treino muscular para pessoas hipertensas sempre foi um tema cercado de dúvidas. Muitas pessoas acreditam que o aumento da circulação sanguínea causado pelo treino muscular é prejudicial, pois aumenta ainda mais a pressão arterial.

Porém, cientistas descobriram que o treino muscular é, na verdade, benéfico para pacientes hipertensos, devido à queda de pressão que ocorre depois de seu térmico. Por isso, o treino superior para quem tem pressão alta é, na verdade, recomendado!

Porém, antes de levantar os pesinhos, procure informar-se com seu médico. O corpo humano é um sistema complexo, e o que funciona bem para alguém pode ter efeitos adversos em outro. O uso de medicações também pode alterar os resultados.

Treino muscular superior, inferior ou aeróbico?

A recomendação mais comum para pacientes hipertensos é o treino aeróbico. Isso ocorre porque grande parte das pessoas que sofrem de pressão alta é, também, sedentária. Isso fez com que muitas pessoas pensassem que o treino muscular é inadequado para pessoas hipertensas.

Porém, o treino muscular normaliza a pressão do paciente com pressão alta depois do término da sessão. No caso de treino inferior, o efeito ocorre cerca de 15 minutos depois do treino. No treino superior, cerca de 30 minutos depois.

A seguir, serão dadas algumas dicas de segurança e formas de treino superior para hipertensos. Lembre-se que, independente do seu foco, recomenda-se que seu treino seja sempre variado e alterne entre todos os grupos musculares.

Como treinar a musculatura superior de forma saudável

  • Não puxe cargas muito altas

Quando colocado sobre uma tensão muito alta, o corpo pode desencadear, como mecanismo de defesa, a manobra de Valsalva. Basicamente, a respiração é interrompida devido à fadiga, causando o aumento da pressão arterial.

Para alguém saudável, a prática já é danosa. Mas para um hipertenso, os efeitos são brutais e a curto prazo. O ideal do treino superior para quem tem pressão alta é manter a respiração constante e a carga média.

  • Não faça treinos de alta intensidade

Treinos circitados ou que cruzam diversos exercícios, como o bi-set, tri-set, ou super série, também não são recomendados para hipertensos. O motivo é o mesmo: por serem treinos que buscam alcançar a falha mais rápido, aumentam o risco de Valsalva.

O ideal é manter as séries curtas, com um espaçamento entre elas para descanso. O esforço muscular ainda estará ali, mas as chances de a pressão arterial aumentar diminuem consideravelmente. Não se preocupe, o efeito pós-treino será o mesmo.

  • Prefira a posição horizontal ou transversal

Deitado ou inclinado, diminuir a ação da gravidade sobre o corpo facilita a circulação sanguínea, evitando o aumento de pressão. O bom e velho supino, crucifixo ou até mesmo uma flexão de braço são boas pedidas.

Se feito com cuidado e acompanhamento, o treino superior para quem tem pressão alta pode gerar resultados muito positivos no combate à doença e bem-estar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here