Exercícios de musculação na gravidez

0
75

Praticar exercícios de musculação na gravidez ou não é, muitas vezes, uma dúvida frequente na rotina das mulheres grávidas.

Enquanto muitas acreditam que isso pode ser prejudicial para a gravidez, médicos dizem o contrário, desde que sejam tomados os devidos cuidados.

Entenda se praticar atividades físicas durante a gestação é bom ou ruim para a sua saúde e a saúde do seu bebê e tome sua decisão!

Devo fazer exercícios de musculação na gravidez ou não?

Segundo especialistas, ao fazer exercícios de musculação na gravidez, as mulheres podem manter ou aumentar seu condicionamento cardiovascular, bem como a força e a flexibilidade muscular.

– Elas também podem ter menos desconfortos pré-natais. Alguns desses desconfortos incluem constipação, extremidades inchadas, cãibras nas pernas, náuseas, varizes, insônia, fadiga, dor nas costas e outras condições ortopédicas.

– Junto com a prática de exercícios na gravidez, as mulheres podem melhorar sua postura e sua mecânica corporal.

  • Elas também podem aumentar seus níveis de energia e a circulação do fluxo sanguíneo.

  • Finalmente, as mulheres que se exercitam durante a gravidez mantêm uma frequência cardíaca em repouso mais baixa. Elas também têm aumento do volume sistólico e do VO2 max.

Perda de peso com os exercícios de musculação na gravidez

Conforme visto, é recomendado que mulheres grávidas se exercitem. No vasto hall de benefícios obtidos através dessa prática, há também uma grande redução no ganho excessivo de peso e maior facilidade ao parir.

  • Também é percebida uma diminuição de 75% nas chances de ter que fazer uma cesariana e uma diminuição de 75% nos índices de exaustão materna.

Além disso, estudos apontam que fazer exercícios de musculação na gravidez promove uma diminuição de 30% no tempo de trabalho ativo.

Após o parto durante o período de recuperação, as chances de lidar com incidências de depressão pós-parto também diminuem.

Exercícios de musculação na gravidez – pré-natal

O exercício pré-natal deve ser individualizado para mulheres grávidas. Ele deve ser realizado sempre em um nível de conforto para elas.

– Isso significa que o exercícios de musculação na gravidez pré-natal deve estar entre 5 e 8 em uma escala de taxa de exaustão percebida, que vai de 1 a 10.

  • A duração do exercício deve ser determinada pela intensidade. Então, se a intensidade aumenta, sua duração deve diminuir. O exercício cardiovascular, por sua vez, não deve durar mais de 45 minutos.

Já no 3º trimestre de gravidez, o foco na nutrição fetal e no balanço energético são muito importantes.

Se mais calorias forem queimadas durante o exercício, mais devem ser consumidas para ajudar a equilibrar os níveis de energia.

  • A frequência dos exercícios de musculação na gravidez deve ser de 3 a 5 dias por semana.

  • Alguns estudos mostraram que as mulheres que se exercitaram 5 dias por semana deram à luz bebês com baixo peso – e a única razão desse baixo peso ao nascer foi a presença de uma menor gordura subcutânea.

Equilíbrio é fundamental

É importante cuidar de qualquer desequilíbrio muscular causado pela gravidez. Eles podem levar a desconfortos, dores e até mesmo ferimentos.

– Os músculos mais importantes de se fortalecer são os retratores escapulares, os abdominais e o assoalho pélvico.

  • Os abdominais transversais devem ser treinados em isolamento no início e depois integrados em outros exercícios.

Um forte assoalho pélvico ajudará a melhorar o controle e o relaxamento durante o trabalho de parto.

Ele é parte das camadas de músculo e fáscia ligadas à pélvis e suportam os órgãos internos que afetam as funções vesicais, intestinais e sexuais.

Sabendo como praticar exercícios de musculação na gravidez com segurança, não deixe de investir neles para melhorar a sua saúde e a do bebê!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here