Os efeitos negativos do álcool para quem realiza atividades físicas

3
490

Basta beber um pouco a mais em um dia e no outro é possível sentir a diferença: algo não vai tão bem quanto de costume… E seu desempenho durante a prática de  atividades físicas então? Ele cai significativamente.

É claro que nem todas as pessoas têm a mesma reação à bebida alcoólica, principalmente no curto prazo. Contudo, todos que levam a sério a proposta de viver uma vida saudável deverão ficar atentos aos efeitos nocivos que o consumo de álcool pode ter para as atividades físicas. Vamos falar de alguns deles.

Redução de energia para os músculos durante as atividades físicas

Quando você treina precisa de energia, ela é um combustível para que os músculos deem conta do recado! Essa energia vem dos carboidratos e da glicose metabolizada pelo organismo. A ingestão de álcool prejudica essa metabolização, pois afeta o fígado e o músculo esquelético, responsáveis por essa função.

E não é apenas o desempenho durante as atividades físicas que ficam comprometidos! A sua saúde corre riscos diante de possíveis reações durante os exercícios “pós-bebedeira”, como a hipoglicemia.

Comprometimento do ganho de massa magra

Alcançar uma boa forma física ou mantê-la não envolve apenas a queima de calorias e gorduras, mas também o ganho de massa magra. A ingestão de bebidas alcoólicas causa deficiência na produção de vitaminas do complexo B. Como essa vitamina é essencial para o crescimento muscular, a bebida afeta esse ganho de massa magra.

O ganho de massa magra também é prejudicado pelo aumento dos níveis de cortisol e redução dos níveis de testosterona. Além disso, existe a hipótese de que canais de cálcio seriam inibidos, comprometendo o mecanismo de contração e relaxamento muscular.

Alto risco de desidratação

Essa talvez seja uma das consequências negativas mais óbvias do consumo de bebidas alcoólicas. Todo mundo que já teve uma ressaca sabe que a sede insaciável é um dos principais e mais desagradáveis sintomas.

Isso ocorre porque o álcool inibe a liberação do hormônio antidiurético e é um forte vasodilatador periférico. Sendo assim, a reabsorção de água pelos rins é debilitada, o que aumenta a produção de urina e a sudorese.

Além de tudo já mencionado, sabemos que a boa hidratação é fundamental para obter os resultados esperados dos exercícios.

Perigo: a famosa barriguinha de chopp não é mito!

Todas as bebidas alcoólicas são muito calóricas, esse é um dos fatores para a tão temida barriguinha de chopp. Elas também não oferecem vitaminas ou minerais na mesma proporção de calorias, o que é muita desvantagem! Além de tudo isso, já sabemos como o álcool prejudica a queima de gorduras.

Sabe o que isso quer dizer? Você vai ter que malhar mais para queimar a mesma quantidade de gorduras de quando não consome bebidas alcoólicas!

E agora? Isso quer dizer que a prática de exercício está te dizendo: ou a bebida ou eu? Calma! Não é bem por aí. Se você é um atleta, talvez seja melhor levar isso a sério e interromper o consumo de bebidas alcoólicas. Mas as pessoas comuns podem apenas usar do bom senso.

Algumas dicas para tomar sua cervejinha, seu vinho ou o que preferir sem maiores preocupações são:

  • Quando beber espere 48 horas para voltar a treinar, alimente-se bem e se hidrate bastante nesse período. A ideia é se recuperar 100% para voltar com tudo!

  • Evite exageros, pois as consequências poderão ser mais calorias para você queimar depois.

  • Ah! E tome bastante água, sucos e outros líquidos saudáveis enquanto estiver bebendo.

  • Não consuma álcool após a prática de exercícios, pois vai prejudicar a recuperação muscular.

  • Prefira o vinho! Moderadamente ele faz bem à saúde: é antioxidante, anti-inflamatório e tem propriedades anticancerígenas.

Gostou dessas dicas para potencializar os resultados das atividades físicas? Deixe um comentário com a sua opinião!

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here