4 dicas sobre a ginástica de alongamento

0
585

Além de construir músculos e aumentar a saúde cardiovascular, os exercícios em sua rotina de treino também devem ser capazes de auxiliar na melhora da flexibilidade. Veja 4 dicas sobre a ginástica de alongamento

O alongamento ajuda a manter sues músculos flexíveis, fortes e saudáveis, e a manter sua amplitude de movimento nas articulações. Isso evita que seus músculos fiquem tensos ou sofram encurtamento, algo que poderia ocasionar dores nas articulações, distensões e danos musculares.

O alongamento regular mantém os músculos flexíveis, e saudáveis o que ​​também ajuda a aumentar o equilíbrio e prevenir quedas.

  1. Por onde começar a ginástica de alongamento

Você não precisa alongar cada músculo que tem em uma única sessão de ginástica de alongamento. As áreas críticas para a mobilidade estão nas extremidades inferiores: panturrilhas, isquiotibiais, flexores do quadril na pelve e quadríceps na frente da coxa. Alongar os ombros, o pescoço e a região lombar também é benéfico.

Encontre um fisioterapeuta ou academia com profissional capacitado para avaliar sua força muscular e adaptar um programa de alongamento para atender às suas necessidades. Se você tem condições crônicas, como a doença de Parkinson ou artrite, ele pode desenvolver rotinas especificas para auxiliar nestas limitações.

Alongar apenas ocasionalmente não lhe dará a flexibilidade e nem os resultados desejados. É um processo que exige comprometimento e paciência. Normalmente é indicada uma frequência mínima de sessões de ginástica de alongamento de três as quatros vezes na semana, podendo ser aumentada dependendo do nível de aptidão e disposição de cada aluno.

Pode ter demorado muitos meses para ter músculos tensos, então você não será perfeitamente flexível depois de uma ou duas sessões. Dependendo de cada caso, pode levar algumas semanas para começar a notar resultados efetivos e alguns meses para resultados mais drásticos. É algo que exige constância.

  1. Execução adequada

Costumávamos acreditar que o alongamento era necessário para aquecer os músculos e prepará-los para a atividade. No entanto, pesquisas crescentes mostraram que alongar os músculos antes de serem aquecidos pode realmente prejudicá-los.

Quando seu corpo está frio, as fibras musculares não estão preparadas e podem ser danificadas. Se você se exercitar primeiro, terá fluxo de sangue para a área e isso tornará o tecido mais flexível e passível de mudança.

Tudo o que é preciso para aquecer os músculos antes do alongamento é de cinco a dez minutos de atividade leve, como uma caminhada rápida. Você também pode alongar-se depois de um treino aeróbico ou de musculação.

Por isso, sempre aqueça seus músculos antes de se alongar. Tente 10 minutos de exercício suave como caminhar e mantenha as posições de alongamento sustentadas de 10 a 30 segundos.

  1. Cuidado com a intensidade

A ginástica de alongamento nunca deve ser dolorosa. Monitore como seus músculos se sentem quando você se alonga. Naturalmente, você deve sentir uma leve tensão, mas não se exceda.

Se você está começando a sentir dor aguda ou sensações que gradualmente se tornam mais graves, você está fazendo algo errado. Tente se concentrar em uma área de cada vez.

  1. Respire

Um dos principais benefícios da ginástica de alongamento é a capacidade de ajudar a mente e o corpo a relaxar. Portanto, tente respirar normalmente e certifique-se de não prender a respiração.

Ao aprofundar o alongamento, inspire e expire lentamente. Qualquer respiração abrupta e rápida ou falta de respiração pode causar tensão em seu corpo e aumentar o risco de lesões. Certifique-se de que você está confortável e sua mente se concentra em sua tarefa em mãos.

Ao alongar, não se esqueça de trabalhar em músculos opostos, e variar as posições assim, sua ginástica de alongamento nunca será entediante!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here