Recomendações sobre a temperatura da água na natação do bebê

1
1962

Uma das preocupações dos pais ao iniciar as atividades de natação com os bebês é a respeito da temperatura ideal da piscina. Precisa ser muito quente ou um pouco fria? Qual o nível de cloro que não é prejudicial para a saúde dos pequenos? Como funciona a higienização para a água da piscina? Vamos esclarecer todos os questionamentos para vocês!

Temperatura média na natação para bebês

A piscina da academia é adequadamente aquecida para receber os bebês para a natação junto de suas mamães e papais, de modo que todos se sintam confortáveis e tenham vontade de praticar a atividade física com muita disposição!

De modo geral, o ambiente aquático costuma ser climatizado dos 26ºC aos 37ºC, mas não existe um padrão estabelecido. Há quem defenda que a temperatura perfeita de aquecimento da água para bebês entre 4 meses e 1 ano tem de ser 33 graus Celsius.

Contudo, existe uma teoria conhecida como “sopa de aluno” que consiste em afirmar que a água da piscina deve estar aquecida entre 31ºC e 32ºC para crianças de até 2 anos, em razão de que, dessa maneira, haja pouquíssimas ocasiões de conflitos corporais.

Cloro faz mal?

Sabe-se que o elemento químico em excesso acarreta irritação nos olhos e traz malefícios para a pele e para os cabelos (assim como um desacerto no pH da água), porém, quando pensamos em piscina inegavelmente nos lembramos do cloro.

Fato é que ele estará mesmo atuando na higienização das piscinas como componente base e principal, entretanto, existem adições complementares de sal ou ozônio que também impossibilitam que as bactérias se proliferem na água. Esses aliados ajudam a diminuir os danos do cloro para os bebês nas aulas de natação e promovem uma atividade tranquila e segura. O nível de cloro precisa estar de 0,5 a 0,6%, e o pH se manter neutro = 7, podendo normalmente transitar entre 7,2 e 7,8.

Como funciona o tratamento da água com outras substâncias?

Como alternativa para poupar os bebês na hora da natação do contato com exagero de cloro, é aplicado o processo de salinização ou ionização. Venha entender melhor o funcionamento desses métodos:

  • Processo de salinização – salga-se a água com 4 gramas de sal por litro da piscina, em seguida, a eletrólise produz hipoclorito de sódio que por sua vez acaba com as bactérias e microorganismos sem causar impactos consequentes resultantes do processo.
  • Processo de ionização ou ozonização – consiste em um sistema elétrico que modifica o oxigênio para ozônio, o que acaba purificando a água e por fim oxida toda a sujeira.

Curiosidade: Você sabia que o ozônio é praticamente 3.000 mais forte que o cloro? E além do mais, ele é uma ótima alternativa para obter efeitos eficientes na limpeza da água de piscinas.

Piscina aquecida ou em temperatura ambiente: qual a melhor climatização para o conforto e bem-estar do bebê?

Embora os pequenos ainda não falem, suas reações corporais dizem muito por eles! Ao praticar a natação com seu filho em uma piscina não aquecida (num verão de muito calor por exemplo), tenha em mente que a água não pode estar gelada demais.

A qualquer sinal de rejeição do bebê no momento da natação referente a esse tipo de piscina, saia imediatamente da água, principalmente se ele estiver tremendo. Aqueça-o adequadamente e não faça nova tentativa. Por isso, o aconselhável é que a piscina esteja numa área coberta e adequadamente aquecida.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here