Os mitos das repetições: séries na musculação

0
673

Quando fazemos academia com frequência e disciplina, sempre buscamos informações a respeito dos treinos para atingir o resultado que desejamos. Há uma diversidade de informações do conhecimento geral dos atletas, que muitas vezes não possuem o menor fundamento teórico! Treine com consciência e conhecimento, conheça os mitos das repetições e as séries na musculação.

É preciso tomar muito cuidado com o que lemos ou escutamos a respeito da musculação, muitas informações podem estar incorretas.

Buscar por informações verossímeis, que tenham argumentos plausíveis como base é a chave para a otimização do seu treino.

Dentre todas as dúvidas presentes nesse meio, uma das mais frequentes é sobre a quantidade de repetições e séries que devem ser realizadas no treino.

Nesse artigo você vai entender como funciona o nosso corpo e de que maneira ele reage aos estímulos da musculação. Conheças os mitos das repetições e as sérias na musculação.

Sérias na musculação: qual o número ideal?

Já ouviu falar que três séries com oito repetições são para a hipertrofia e três séries de quinze repetições são para emagrecer? Essa ideia é um dos maiores mitos das repetições e das séries da musculação.

É crucial que você entenda que seu corpo não sabe contar. Ou seja, ele não reconhece a quantidade exata de movimentos realizados.

O número de repetições é apenas uma meta para nós mesmo, para termos uma base de quantos exercícios precisamos realizar para atingir algum objetivo.

Porém, de nada adianta você realizar a quantidade de movimentos estipulados se eles forem feitos com carga inadequada.

Há quem diga que existe uma diferença nos resultados se você fizer números pares ou ímpares de repetições, é preciso entender que o músculo não responderá diferente por conta de um ou dois movimentos a mais.

Existe, sim, uma diferença entre treinos com séries mais extensas e mais curtas, porém, um número fixo de repetições não quer dizer muita coisa. É preciso conciliar com outros fatores.

Séries com mais ou menos repetições

A respeito dos mitos das repetições e das séries da musculação é importante saber que os resultados dependem de um conjunto de variáveis.

É errado dizer que poucas repetições causam hipertrofia e muitas fazem emagrecer, independente dos outros parâmetros.

Esse mito das repetições se tornará “verdadeiro” quando entendermos que ele só funciona dependendo da carga aplicada em cada movimento e, mesmo assim, as diferenças não são absurdamente discrepantes.

Para o seu corpo identificar alguma diferença entre as séries, a carga em cada uma delas deve ser diferente.

Poucas repetições devem ser feitas com mais peso, a ponto do nosso corpo quase não aguentar realizar a última repetição. O peso deve ser suficiente para gerar o trauma físico das fibras, que estimula a hipertrofia.

As séries com mais repetições devem ter menos peso, para que seu corpo aguente realizar todas elas. O músculo sofrerá mais danos químicos do que físicos nessa situação.

Ou seja, cada pessoa aguenta uma determinada carga para séries com muitas e poucas repetições. O peso na musculação deve ser escolhido de acordo com o tipo de série e de acordo com as limitações do atleta para ter resultados.

Mitos das repetições e das séries da musculação: treinar todo dia

Um dos maiores erros cometidos na musculação é acreditar que as séries e repetições feitas com mais frequência geram mais resultados.

Isso é um grande engano e muitas pessoas comprometem os resultados da musculação devido a treinos excessivos.

Nossos músculos precisam de tempo para descansar, tempo suficiente para realizar todas as sínteses necessárias, que fazem nossas fibras se reconstituírem.

Fique atento aos mitos das repetições e séries na musculação, eles podem comprometer todo o seu esforço. Sempre busque por mais informações e ajuda de profissionais de qualidade!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here