A musculação para o ganho de massas é o objetivo de grande parte das pessoas que resolvem ingressar em uma academia. Apesar justamente esse o propósito da academia, há aquelas pessoas que não conseguem ganhar massa.

O ideal é que o aluno substitua a massa gorda (massa de gordura) pela massa magra (músculos). Nesse processo, é normal o ganho de peso, afinal, músculos são mais pesados que gordura, mas, visualmente, a pessoa se tornará mais magra.

O termo técnico para isso é hipertrofia. São os famosos músculos volumosos e bem definidos. A dificuldade em ganhar músculos pode estar relacionada a vários fatores, sendo o treino e a alimentação os principais deles.

Musculação para o ganho de massas: quanto de peso carregar?

A musculação para o ganho de massas magra é baseada no levantamento de peso. Não há um consenso fechado sobre qual é a forma ideal para esse tipo de treino, mas muitos profissionais entram no acordo de determinadas dicas.

Primeiramente, é essencial entender que os músculos não irão aparecer do dia para a noite. É um processo demorado e tentar ultrapassar os seus limites na tentativa de obter resultados mais rápidos pode dar efeito rebote.

A carga sempre deve aumentar de acordo com o desenvolvimento do atleta, evitando que ocorra alguma lesão, distensão muscular ou até mesmo quadros mais sérios.

Alguns profissionais relatam que a musculação para o ganho de massas deve ser concentrada em números menores de movimento, porém, com mais peso.

As séries podem ser de seis a oito movimentos, por exemplo. O número de série costuma ser quatro. O intervalo entre elas variam de 30 segundos a 1 minuto.

Sobre o peso, o intuito é que o último movimento de cada série já seja bem difícil de realizar, forçando bastante os músculos (mas não a ponto de lesioná-los).

Entretanto, é muito importante salientar que cada pessoa é única e somente um bom profissional saberá traçar um treino que se adapte às suas expectativas.

Musculação para o ganho de massas: qual o intervalo entre as séries?

A musculação para o ganho de massas ou que tenha qualquer outro propósito pode não ter um consenso tão preciso para o número de séries, ou movimentos, mas há, com toda a certeza, um consenso sobre o descanso dos músculos.

É comum pensar que quanto mais forçamos determinado músculo, maiores serão os resultados, mas isso é um grande equívoco. É IMPRESCINDÍVEL que o músculo trabalhado descanse por pelo menos 48 horas.

É durante o descanso que o músculo realiza todas as reações de síntese e regeneração das fibras. Ou seja, é nesse momento que o músculo cresce.

Se o atleta trabalhá-lo em um intervalo menor, o músculo não conseguirá se regenerar. Além disso, as fibras serão danificadas, ou seja, ocorre o efeito rebote.

Então, é essencial definir um treino com intervalo de trabalho entre os músculos.

Sempre tenha o acompanhamento de um profissional

Uma musculação para o ganho de massas é muito individual e somente um bom profissional saberá dizer o que é bom para o aluno ou não.

É essencial consultar uma pessoa qualificada e habilitada sobre o assunto. Instruir-se por vontade própria pode ser muito perigoso e provavelmente os resultados esperados não serão atingidos.

Sendo assim, se você deseja perder gordura e ganhar massa magra, o ideal é procurar por academias que contem com bons profissionais.

A Pratique Fitness trabalha com os melhores profissionais do ramo, que saberão instruir de forma particular o melhor treino de musculação para o ganho de massas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here