Musculação aos 50: veja como treinar

Com o tempo é natural que o corpo passe por mudanças que podem comprometer a saúde e qualidade de vida. A musculação ajuda a retardar os efeitos da idade de forma eficiente, mas para quem já passou dos 50 anos, são necessários alguns cuidados específicos.

Depois dos 50 os treinos precisam ser exclusivos para determinadas funções, e os hábitos adquiridos durante toda a vida influenciarão neste quesito. A abordagem a ser adotada na preparação dos exercícios deve levar em conta não apenas a idade, mas o histórico como um todo.

Musculação aos 50 – Veja Como treinar

Não se pode comparar o preparo de pessoas que foram sempre ativas e sempre praticaram exercícios físicos, com pessoas sedentárias e que estão iniciando a musculação aos 50. Por isso, a intensidade será também diferente. Mas de maneira geral, existem algumas dicas para treinos eficazes:

  • Treino generalista

São aqueles que envolvem apenas músculos maiores, sem exercícios muito isolados. Como um dos maiores problemas da idade é a menor secreção de hormônios, que pode causar perda de força e massa muscular, esta modalidade ajuda a evitar que estas perdas sejam maiores.

  • Cuidado com as articulações

Problemas nas articulações são mais comuns em pessoas que já passaram dos 50 e pode comprometer a qualidade e continuidade do treino. Por isso, são indicadas modalidades de fortalecimento, como o pilates, por exemplo, de forma complementar a musculação tradicional.

  • Respeitar o tempo de adaptação

Após os 50 as adaptações do organismo tendem a ser mais lentas. Por isso, respeitar o período de adaptação, tanto para quem malhou durante toda vida quanto para quem está começando agora, é essencial para obter bons resultados. De o intervalo de descanso necessário entre os treinos.

  • Intercale os treinos

Intercalar treino de força e de resistência ajudam a evitar lesões. Além disso o treino de flexibilidade na rotina também é importante, pois depois dos 50 anos a flexibilidade tende a ser mais reduzida e ele ajuda evitar o impacto causado.

Quais os benefícios da musculação após os 50?

Existem inúmeros benefícios relacionados à realização de musculação para pessoas mais velhas. São diversos impactos positivos na saúde e também estéticos. Entre os principais podemos destacar:

  • Alívio de dores

Com o treino proporcionando ganho de força muscular e desempenho físico geral, é possível observar melhora nos sinais e sintomas clínicos de doenças, como a diminuição das dores. O treinamento de força para aliviar a dor da osteoartrite ou artrite reumatóide, por exemplo, costuma ser bastante eficiente.

  • Restauração do equilíbrio e redução das quedas

Após os 50 é comum aumentar a falta de equilibro e consequentemente, o numero de quedas. Isso pode acarretar em consequências sérias como ossos quebrados o que em alguns casos, pode ser fatal. A musculação ajuda a aumentar o equilíbrio e flexibilidade, o que minimiza os problemas citados.

  • Fortalecimento dos ossos

Com a idade, a perda de massa óssea é um problema real e mais agravado em mulheres na menopausa. A musculação aos 50 ajuda a aumentar a densidade óssea, reduzindo o risco de fraturas.

Saiba como começar a malhar aos 50

Antes de qualquer coisa, é preciso consultar o seu médico. Se você tem algum problema de saúde, como hipertensão, ele pode pedir alguns exames para garantir que a atividade não irá lhe causar nenhum prejuízo (como um aumento perigoso da sua pressão arterial, por exemplo).

Após as orientações médicas, é preciso procurar um profissional de educação física para lhe ajudar a montar um plano de treinamento adequado para o seu perfil, objetivos e saúde. Lembrando que o acompanhamento médico é sempre imprescindível para garantir uma musculação saudável aos 50.

 

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password