Tudo sobre o Jiu Jitsu história e Regras

0
96

Saber tudo sobre o Jiu Jitsu história e regras é muito importante para quem deseja se iniciar nessa prática.

Em sua encarnação, o Jiu Jitsu brasileiro é uma adaptação do japonês feito pela família Gracie.

O Jiu-Jitsu japonês, embora muitas vezes confundido com o Judô, é uma arte totalmente separada, embora combine mais de perto com o Judô do que com o Jiu-Jitsu moderno.

Tudo sobre o Jiu Jitsu história e Regras

Saiba tudo sobre o Jiu Jitsu história e regras

Saber tudo sobre o Jiu Jitsu história e regras inclui conhecer a prática do Jiu Jistu Brasileiro e Japonês.

– Em essência, o Jiu-Jitsu japonês usava os mesmos princípios que as máquinas simples usam: alavancas, distribuição de peso, pressão e equilíbrio.

  • Jū em japonês literalmente se traduz em “gentileza” e Jitsu para “arte” – daí vem o apelido de Jiu-Jitsu de “a arte suave”.

O Jiu-Jitsu japonês, como a maioria das artes marciais, não pode ser rastreado até seu início.

Estilos de luta semelhantes surgiram ao longo da história, inclusive nas escolas dos samurais, no exército chinês e em alguns ensinamentos antigos na Índia.

A fusão se tornou o Jiu-Jitsu japonês, que foi então ensinado a Mitsuyo Maeda, filho de um lutador de sumô nascido em 1878.

  • Maeda viajou, desafiando muitos lutadores, mas acabou encontrando felicidade e deu continuando à competição no Brasil.

O irmão de Carlos Gracie, Hélio, foi talvez o mais inovador dos primeiros faixas-pretas de Gracie.

Seu estilo de ensino, aliado à não-convencionalidade de seu jogo – que deu se origem devido ao seu tipo de corpo menos que ideal (longo e magro), deram forma à arte moderna do Jiu-Jitsu brasileiro.

A partir daí, o esporte explodiu em popularidade e muitas pessoas buscam saber tudo sobre o Jiu Jitsu história e regras.

Tudo sobre o Jiu Jitsu história e regras – prática

Em 1967, a Federação Guanabara de Jiu-Jitsu foi formada no Rio sob autorização da Confederação Nacional de Esportes do Brasil.

– Pontos foram definidos para cada um de seus golpes, embora as regras estivessem longe de ser refinadas. Cada partida se fechou em cinco minutos, com três minutos extras se não tivesse terminado em finalização.

  • Com isso, a família Gracie deu seus primeiros passos substanciais em direção a um conjunto unificado de regras e competição organizada.

Em aula, os alunos aprendem como usar suas técnicas de Jiu-Jitsu para se defender contra golpes, bem como a escapar das pegadas comuns do esporte.

A consciência situacional, o desenvolvimento de reflexos e as estratégias de desescalonamento também são marcas desse programa.

Arte marcial e de luta

No fundo, o Jiu-Jitsu brasileiro é uma arte de luta. O principal objetivo do seu treinamento é permitir que uma pessoa menor e mais fraca derrote um atacante maior.

  • Infelizmente, devido à popularidade do jiu-jitsu como estilo de torneio, a maioria das escolas de Jiu-Jitsu perderam o elemento da arte.

Embora o treinamento com kimono ofereça muitos benefícios, os alunos de Jiu-Jitsu precisam estar prontos para aplicar suas técnicas em todas as situações. Esse é o fator básico para quem deseja praticar aula de lutas marciais.

Muitas vezes você pode se deparar com uma situação em que seu oponente não está usando mangas compridas ou uma jaqueta.

  • Quando manipular roupas não é uma opção, o grappling assume o controle.

  • O treinamento sem kimono também é o estilo mais aplicável para quem quer fazer a transição para a competição de artes marciais mistas.

É interessante encontrar um lugar para praticar e saber tudo sobre o Jiu Jitsu história e regras que envolva seu componente de luta, mas também o de arte. Sabendo disso, venha para a Pratique Fitness!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here