O incentivo para a prática de esportes deve ser realizada desde muito cedo. Por isso a natação para os bebês está se tornando algo muito comum entre pais que buscam ensinar para seus filhos o quanto antes a importância da prática de atividades físicas.

Motivos é o que não faltam para que a natação para os bebês seja uma ótima opção de atividade para seus filhos, além da extrema importância da inserção prematura da criança no ambiente aquático.

Sendo assim, esse artigo irá falar sobre as maravilhas da natação para os bebês e o quanto isso irá fazer a diferença na vida deles.

Natação para os bebês: como funciona?

Os bebês passam 9 meses dentro da barriga da mãe, e durante esse tempo eles já são treinados no ambiente líquido. Por isso, quando nascem, eles já sabem fechar a boca e prender a respiração.

Mesmo acostumados com esse ambiente, obviamente eles não saem preparados para nadar. Por isso diversos especialistas recomendam a prática de natação para os bebês, pois os benefícios serão diversos.

Quanto mais cedo o ser humano entra em contato com a água, melhor será o seu aprendizado na natação; O reflexo natatório é muito mais forte no primeiro ano de vida, e logo esse reflexo vai desaparecendo, ficando cada vez mais difícil de aprender certos movimentos.

Um bebê está pronto para nadar a partir dos 6 meses de idade, após ter tomado todas as vacinas principais. Porém, é preciso ter o cuidado de um pediatra experiente para que a atividade seja praticada com segurança.

O que saber sobre a natação para os bebês

Muitos pais possuem dúvidas em relação ao procedimento das aulas de natação para os bebês. Por isso selecionamos aqui algumas dessas dúvidas a fim de esclarecer o processo das aulas.

  • Aulas mais curtas

As aulas de natação para os bebês geralmente são mais curtas do que as aulas de natação para crianças ou adultos, durando geralmente em torno de 15 minutos.

O tempo é curto porque os bebês têm uma capacidade de atenção bastante reduzida, além de não terem desenvolvido totalmente sua capacidade de regular a temperatura.

  • Não prejudica os ouvidos dos bebês

Muitos pais acreditam que a prática de aulas de natação para os bebês pode prejudicar os ouvidos de seus filhos, mas isso é um mito.

A única ocasião que pode acontecer é se a água não for bem tratada. Por isso é recomendado que se limpe muito bem as orelhas do bebê e se possível, que comprem um protetor auditivo para evitar o contato com a água.

  • Perda do medo da água

Muitos adultos possuem um medo terrível do contato com a água, e isso se deve por traumas do passado ou um acontecimento que bloqueia o indivíduo.

Com as aulas de natação para os bebês, o contato precoce com a água diminui as chances desse medo surgir.

  • O lugar ideal

É fundamental que, caso os pais optem por colocar seus bebês em uma aula de natação, que o local seja constituído por profissionais dedicados, piscinas bem tratadas e com boas condições de higiene para que seus filhos se desenvolvam sem problemas.

Natação para os bebês: vale a pena?

Como foi visto no artigo, a prática de colocar os filhos em aulas de natação durante seus primeiros meses de vida parece ser uma ideia interessante e repleta de benefícios, entre eles:

– Coordenação motora;

– Respiração;

– Sono melhorado;

– Apetite;

– Circulação do sangue;

– Percepção de tempo e espaço;

– Resistência muscular;

– Perda do medo da água

Por isso a natação para os bebês é altamente recomendada, da mesma maneira que as atividades aquáticas são essenciais em qualquer fase da vida.

E então? Gostou de conhecer mais sobre a natação? Não deixe de compartilhar esse artigo para que outras pessoas também saibam sobre esse assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here