Como funciona a musculação cardio

0
504

Por muito tempo, reinou a crença de que a musculação e os treinos de cardio eram excludentes e para objetivos diferentes. Hoje, sabemos que existem inúmeras vantagens ao combinar ambas as modalidades e que estas podem somar, complementando os resultados para atingir diferentes metas.

O que é o treino de cardio?

Cardio é uma abreviação para o treino cardiorespiratório. Ele é responsável por proporcionar adaptações cardiovasculares e respiratórias que ajudam no desempenho durante o treino e após, aumentando o gasto energético. Além disso, é famoso por melhorar a resistência muscular.

Existem diversos aparelhos para realização dos treinos de cardio os mais comuns são esteira, bicicleta, corda, natação entre outros. Existem ainda, aqueles sem uso de equipamentos como corrida e os exercícios calistênicos, que utilizam o peso do próprio corpo.

Quais os benefícios do cardio?

Os exercícios de cardio proporcionam um bom meio para controle de doenças como a hipertensão e diabetes, por permitir melhora no perfil lipídico e redução do colesterol ruim além da redução da pressão arterial em repouso devido à melhora das funções dos vasos sanguíneos e coração.

Além disso oferece melhora na capacidade de absorver e utilizar o oxigénio, aumenta os níveis de energia e diminui o cansaço. O que ajuda a melhorar também a qualidade do sono.

Como funciona a combinação de musculação e cardio?

No treino de cardio geralmente são utilizados movimentos cíclicos, e com alteração significativa da frequência cardíaca. Desta forma, o treinamento em circuito é uma forma de treinar cardio utilizando a musculação como ferramenta.

Nesse tipo de circuito o treino é estruturado de forma que o aluno possa realizar um número de repetições mais elevado em algumas estações para atingir o objetivo de alcançar um impacto cardiorrespiratório através do aumento da frequência cardíaca.

A carga nesse tipo de treino deve ser mais leve, para que o aluno consiga completar o circuito, podendo-se então aumentar o volume dos exercícios.

 Como saber qual dos dois devo priorizar?

Como dito anteriormente, os dois tipos de treino são complementares, entretanto, dependendo do seu objetivo, pode ser mais vantajoso fazer a combinação entre eles de formas diferentes, priorizando mais de uma ou de outra modalidade:

  • Para quem quer ganhar massa muscular e ter um bom condicionamento: Neste caso, é mais recomendado priorizar o treino na musculação e os exercícios aeróbios ao final do seu treinamento.
  • Para perder peso: A melhor estratégia é encaixar a maior quantidade de aeróbio possível durante o treino, antes da musculação, pois você estará mais descansado e conseguirá maior intensidade, ou opte por fazer aeróbio antes e depois da musculação, realizando treinos mais curtos e intensos.
  • Para definir e manter a massa muscular: A sugestão é manter a musculação como prioridade, e realizar treinos aeróbios com intensidades mais baixas e volume mais alto após o treino de força. Pode ser que haja perda de massa muscular para atingir uma boa definição, mas o treino de força será o responsável pela manutenção da mesma, sendo assim, dê o máximo nele.

Como começar?

Antes de qualquer coisa, é preciso consultar o seu médico. Como o treino é intenso, é preciso checar se está tudo em dia com a sua saúde e condição física. Ele pode ainda pedir alguns exames para garantir que a atividade não irá lhe causar nenhum prejuízo.

Após as orientações médicas, é preciso procurar um profissional de educação física para lhe ajudar a montar um plano de treinamento adequado para o seu perfil, objetivos e saúde. Ele vai poder te orientar melhor sobre quais exercícios escolher e como fazer a combinação adequada para atingir o que você deseja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here