<

No post de hoje, você vai entender como funciona exatamente a cirurgia bariátrica e também, receber dicas de como fazer um plano alimentar para emagrecer e manter o peso pós cirurgia.

A obesidade é um dos maiores problemas que a população mundial enfrenta e muito disso acontece em decorrência da era industrializada em que vivemos, onde as fast foods e as comidas enlatadas são mais práticas e de fácil acesso, muitas vezes, impedindo as pessoas de terem uma boa alimentação.

Fato é que, sem a alimentação correta, algumas pessoas acabam excedendo o limite de peso de uma maneira que apenas dieta, pode não ser o suficiente. Assim, a cirurgia bariátrica passa a ser uma das hipóteses para a solução desse problema, mas quando realmente se deve fazê-la.

Cirurgia bariátrica: o que a medicina diz sobre ela e quando é o momento adequado de realizá-la

bariátrica

Sendo uma das indicações para o tratamento de obesidade severa, a cirurgia bariátrica é indicada para pessoas que possuem Índice de Massa Corporal (IMC), maior ou igual 40 ou acima de 35, caso o indivíduo possua, pelo menos duas complicações relacionadas ao problema da obesidade.

Uma Resolução do Conselho Federal de Medicina permite a realização da cirurgia para pessoas com IMC igual a 30, desde que possuam diabetes tipo 2.

Além disso, é importante destacar que pessoas que estão abaixo dessa média, não devem fazer a cirurgia, já que ela pode causar riscos.

Desse modo, o mais indicado é fazer um plano alimentar para emagrecer com um nutricionista. Falaremos um pouco mais sobre ele logo abaixo.

Quando a cirurgia bariátrica não é indicada

A cirurgia bariátrica não é indicada quando:

  • O indivíduo não possui os valores de IMC supracitados;
  • É portador de deficiência intelectual, pois ela pode comprometer a sua compreensão sobre a própria obesidade e também, o tratamento pós cirúrgico;
  • A pessoa não possui um suporte familiar adequado, que é fundamental nesses casos;
  • É portador de transtorno psiquiátrico e não faz o tratamento adequado;
  • Faz o uso de álcool ou drogas ilícitas;
  • É portador de doenças genéticas.

Nesses casos, um plano alimentar para emagrecer pode ajudar

plano alimentar para emagrecer

Embora a cirurgia bariátrica seja a única opção para algumas pessoas, ainda assim, é importante saber se alimentar depois da cirurgia.

Isso porque uma boa alimentação é a base de tudo.

Assim, é importante contar com outras opções saudáveis para controlar o peso.

Exercícios e dieta adequada já são um bom começo.

Para isso, conte, portanto, com um plano alimentar para emagrecer.

Venha para a Pratique e conte com um nutricionista profissional para te atender.

A sua saúde é o que há de mais importante. Por isso, não perca mais tempo! Conheça uma de nossas unidades e faça já a sua matrícula.

Estamos te esperando!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here